• Pro Societate

Notícia - MPSP autoriza concurso para analista jurídico

O Ministério Público de São Paulo autorizou a abertura de concurso público para o preenchimento de 30 cargos de analista jurídico, que exige bacharelado em Direito e cuja remuneração inicial é de R$ 7.697,23, para jornada de trabalho de 40 horas semanais.


Confira as informações disponibilizadas no Diário Oficial do Estado do último dia 10 de fevereiro:


Processo: DG-MP nº 65/2018


Interessado: Ministério Público do Estado de São Paulo


Assunto: Concurso Público para provimento de cargos de Analista Jurídico do MP, destinados aos Órgãos e Unidades Administrativas da Capital, Grande São Paulo e Áreas Regionais do Litoral e Interior


“1- Em face da manifestação da Diretoria Geral desta Instituição e com fundamento na alínea “a”, inciso V, do art. 19, da L.C. 734/93, Autorizo a abertura de Concurso Público para o provimento, em caráter efetivo, de 30 (trinta) cargos de Analista Jurídico do MP, criados pela Lei 16.501/2017, destinados aos Órgãos e Unidades Administrativas da Capital, Grande São Paulo e Áreas Regionais do Litoral e Interior, bem como as vagas que surgirem ou forem criadas por lei no decorrer do período de validade do concurso, desde que haja disponibilidade orçamentária.”


Ato nº 009-PGJ, de 9-2-2018


O Procurador-Geral de Justiça, no uso de suas atribuições legais, e com fundamento na alínea “c”, inciso X, do artigo 19, da Lei Complementar nº 734, de 26 de novembro de 1993,


RESOLVE:


Artigo 1º - Fica constituída a Comissão Especial de Seleção Pública, a fim de realizar o Concurso Público para provimento de cargos de Analista Jurídico do MP, destinados aos Órgãos e Unidades Administrativas da Capital, Grande São Paulo e Áreas Regionais do Litoral e interior.


Artigo 2º - A Comissão será integrada por Marcio Francisco Escudeiro Leite, RG. 26.524.887-5, 84º Promotor de Justiça da Capital - Assessor, Denis Fábio Marsola, RG. 25.350.259-7, 2º Promotor de Justiça Cível de Vila Prudente – Assessor, Vivian Seabra, RG. 16.261.331, Assessor do MP e Layla Juliana Camillo Ribeiro de Carvalho, RG. 28.376.085-0, Oficial de Promotoria I, cabendo a presidência ao primeiro designado.


Artigo 3º - As funções dos integrantes da Comissão serão desenvolvidas com preferência, mas sem prejuízo das atribuições normais dos cargos de que são ocupantes.


Artigo 4º - A Diretoria Geral fornecerá os recursos materiais e humanos que forem necessários para a execução dos trabalhos da comissão ora constituída.


Artigo 5º - Este Ato entrará em vigor na data de sua publicação.

59 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O que é 'greenwashing'?

A expressão "greenwashing", traduzida como “lavagem verde” - em nítida alusão à ideia de lavagem de dinheiro - abrange um conjunto de medidas e métodos de marketing e relações públicas usadas para o "

© 2018 - Pro Societate

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon